TREINE A SUA FORÇA EMOCIONAL

Sabemos que as emoções são poderosas e exercem uma grande impacto na nossa vida, podendo interferir positivamente ou negativamente nos nossos objetivos ou resultados desejados.

EmotionsAprender a gerir as emoções para desenvolver sua capacidade de manter o equilíbrio emocional, o que permite que se mantenha funcional, adaptado e adequado na sua vida.

A pessoa que não seja emocionalmente forte, numa primeira fase também irá ficar abalada, quando confrontada com as pressões e os desafios da vida, mas por não ser tão resistente, por vezes cede, perde o foco no caminho da solução ficando mais vulnerável ao aparecimento de problemas psicológicos como a depressão e ansiedade, pode ainda ceder a drogas e álcool para lidar com as situações incapacitantes, enquanto outras podem tornar-se desesperançadas e desistir.

O QUE NÃO SE USA ATROFIA.
A pessoa precisa partir para a ação e exercitar a sua musculatura emocional.

DEFINIR OS LIMITES EMOCIONAIS

O primeiro passo para o treinamento da força emocional é definir os seus limites emocionais, identificando como é que quer sentir-se e o que seria necessário para sentir-se dessa forma. Por exemplo, se você quer ser tratado com respeito, você deve saber o quanto você está disposto a tolerar e aceitar determinados comportamentos dos outros. Quando os seus limites são definidos, você ensina aos outros como quer ser tratado e como devem tratá-lo. Através da definição e conscientização dos seus limites emocionais, você estabelece uma barreira de proteção emocional. Ao conhecer os seus limites emocionais, saberá reconhecer quando está para sair desses limites ou quando eles estão para ser ultrapassados por outros.

 LIVRE-SE DA BAGAGEM EMOCIONAL QUE O TEM TRAVADO

Um passo importante para o treinamento da força emocional é desprender-se da bagagem emocional negativa, paralisante e depreciativa que você possa ter vindo a transportar ao longo do tempo. É como se nos tivéssemos acostumados e ligados tanto a esse passado que torna-se desconfortável o desapego. Você pode ter tido que suportar um trauma grave em criança ou na vida adulta, sentindo-se culpado ou com vergonha acerca de algum evento passado, ou com raiva ou ressentimento. Por exemplo, você pode ter dificuldade em perdoar a alguém pelo mal-estar que lhe infligiu e ter desenvolvido um muro emocional, impossibilitando amar de novo. O treinamento da força emocional só pode ter lugar quando você se libertar do peso desnecessário que transporta em si mesmo e permitir-se a caminhar sem amarras emocionais.

CONHEÇA A SUA VERDADE

Embarque na aventura de conhecer o seu verdadeiro eu através da definição do seu sistema de valores, aquilo em que acredita, aquilo que faz de você animado, e como você quer ser percebido. Proponha-se a abrir mão de velhas percepções incapacitantes e paralisantes e torne-se emocionalmente forte.

Então, como você sabe se precisa de algum treinamento da força emocional? Responda às seguintes questões:

  •  Você fica facilmente zangado, frustrado ou irritado?
  • Como você se avalia a si mesmo?
  • Você carrega um monte de dúvidas?
  • Você fica consumido por pensamentos pessimistas?
  • Quando surgem dificuldades na sua vida, você enfrenta-as ou vai-se abaixo sob a pressão de não conseguir ultrapassar o problema?
  • Você fica muitas vezes triste, sem saber porquê?
  • Você faz autosabotagem aos objetivos a que se propõe?
  • Você vitimiza-se pelos acontecimentos do passado?
  • Você tem dificuldade em expressar os seu sentimentos, com receio de magoar-se?
  • O seu sentimento de culpa, inibe as suas ações?

A construção de força emocional exige uma combinação de autocontrole, disciplina, animo, determinação, coragem e confiança para aprender a lidar com as suas emoções e fortalecê-las.

ALGUNS COMPONENTES IMPORTANTES DO TREINAMENTO DA FORÇA EMOCIONAL:

Condicionamento mental. Tome decisões conscientes para fortalecer as suas emoções. Passe algum tempo sozinho para refletir sobre o que é importante para si e defina os seus limites. Tente perceber o que quer fazer e como quer sentir-se.

Atividade física. Os benefícios da atividade física na saúde são evidentes e têm sido muito divulgados. A boa relação com o corpo, reforçado pela atividade física moderada permite melhorar o seu humor através da libertação de endorfinas (químicos que provocam bem-estar) na corrente sanguínea, e energizam-no.

Expresse as suas emoções no seu circulo de amigos e pessoas de confiança. Isso pode ajudar a aliviar a ansiedade, raiva ou stress. Permite ainda ter a oportunidade de trabalhar e processar os seus sentimentos, assim como ter a oportunidade de ser emocionalmente honesto com quem acha que deve.

No inicio da interação com as outras pessoas estabeleça expetativas baixas até que elas ganhem o seu respeito e confiança.

Aprenda a apreciar o que você tem e deixe de concentrar-se demasiado no que você não tem. Por vezes os abalos na autoestima e autoconfiança provêem da comparação exagerada com os outros ou até com aquilo que você gostaria de ter e ainda não tem. Foque-se naquilo que tem, nas suas virtudes, nas sua forças e habilidades. Se percebe que pretende melhorar alguns aspetos de si ou da sua vida, ótimo. Com esses aspetos identificados e aceites proponha-se a fazer algo para se ajudar a si mesmo. Crie sentimentos e estados positivos que possam colocá-lo na posse de energia suficiente para trabalhar em algumas das suas fraquezas sem que se sinta mal com isso.

Abra a sua mente e prepare-se para novas informações. Mesmo que possa sentir-se desconfortável ao sair da sua zona de conforto, empurre-se e proponha-se a fazê-lo. Ao estar a experienciar e a processar nova informação vai criando a oportunidade de treinar a sua musculatura emocional.

Permita que os pensamentos positivos possam substituir a negatividade. A capacidade de ir treinando a substituição dos pensamentos negativos que lhe passam na cabeça por pensamento positivos, permite que também reforce a sua habilidade de perceber até que ponto os sentimentos negativos que suportam a negatividade estão a atrapalhar o foco na procura de soluções e de ações que possam criar bem-estar emocional. Expliquei este assunto no artigo: Abandone a negatividade, acabe com o diálogo auto-crítico.

Tenha precaução na ligação que possa ter com algumas pessoas tóxicas que possam interferir na sua vida. Se algumas pessoas não tiverem nada de positivo para oferecer não deve haver espaço na sua vida para elas.

Eduque-se, aprenda e desenvolva-se nas áreas que pretende. Isso permite remover algumas dúvidas que possa ter acerca de si mesmo e construir autoconfiança. Se você for persistente e insistir no seu desenvolvimento pessoal, com o tempo tornar-se-á mais forte emocionalmente. Lembre-se, a repetição é a chave para construir a sua força emocional. Comece hoje mesmo o treinamento para a sua força emocional.

 

Texto completo:
http://www.escolapsicologia.com/treinamento-para-a-sua-forca-emocional/

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *