Série ESCOLHO O CERTO: O QUE NÃO AGRIDE MINHA COMUNIDADE

John Donne, poeta inglês escreveu um poema onde dizia: “Nenhum homem é uma ilha”. Anos mais tarde, o escritor norte-americano Ernest Hemingway em seu romance “Por Quem Os Sinos Dobram”, cita este verso: “Nenhum homem é uma ilha, sozinho em si mesmo; cada homem é parte do continente, parte do todo; se um seixo for levado pelo mar, a Europa fica menor, como se fosse um promontório, assim como se fosse uma parte de seus amigos ou mesmo sua; a morte de qualquer homem me diminui, porque eu sou parte da humanidade; e por isso, nunca procure saber por quem os sinos dobram, eles dobram por ti”. Somos parte de um todo.

nenhum homem é uma ilhaParte de uma família, de uma igreja, da torcida de um time de futebol, de um grupo de amigos que se reúnem para um “racha”, ou de amigas que se juntam para tomar um café com tapioca. E todos essas nossas pequenas comunidades fazem parte de uma cidade – Fortaleza, de um Estado – Ceará, de um país – Brasil, que é parte do mundo e este parte do universo sem fim. Somos todos interligados. Então, nossas escolhas não afetam só a nós mesmos. A grande maioria de nossas escolhas irá refletir, no mínimo, em alguém ao nosso redor. Quando escolho aliviar minha ansiedade, comendo abusivamente, comprometo minha autoestima e meu equilíbrio emocional, com reflexos na qualidade dos meus relacionamentos… Quando escolho dirigir sob o efeito do álcool, posso gerar um acidente que mate outras pessoas… Quando escolho experimentar drogas, estou semeando a infelicidade de pais, filhos, cônjuge, provocando roubos e assassinatos… Quando escolho navegar por sites e pornográficos, estou arriscando a vivência de uma sexualidade saudável num relacionamento conjugal presente ou futuro, aprendendo a buscar prazer de forma egoísta e alimentando o comércio da pornografia, o tráfico mulheres para escravização sexual, a pedofilia… Quando jogo uma garrafa pet pela janela do carro, escolho comprometer o meio ambiente durante 450 anos (o tempo que leva para o plástico se degradar na natureza)… Manter nossa integridade moral e emocional é um ato de amor às pessoas, pois compreendo que vivo em comunidade e sou responsável pelo bem estar comum e deixo um legado bom que com certeza, frutificará para o bem.

“Semelhantemente, toda árvore boa dá FRUTOS bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins.” Mateus 7:17

Esta entrada foi publicada em Noticias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *