GRAÇA

adoraçãoEXPERIMENTANDO GRAÇA

Recebemos o amor incondicional de Deus sobre nós, que nos amou mesmo quando andávamos longe dEle. Experimentamos a sua GRAÇA sobre nossas vidas quando aceitamos o perdão de Jesus, que morreu na cruz pela nossa culpa e vergonha. Graça é algo que somente podemos receber, não há nada que possamos fazer para merecê-la. Quando aceitamos a GRAÇA de Deus sobre nossas vidas, recebemos a consciência de que todo pecado praticado contra nós ou que nós praticamos contra outras pessoas foi primeiro praticado contra Deus. Algumas vezes ficamos com raiva de Deus por causa das coisas que aconteceram em nossas vidas, então precisaremos nos lembrar que o que os outros nos fizeram foi consequência das escolhas erradas que eles fizeram e não da vontade de Deus.

ESTENDEMOS GRAÇA

A certeza do Seu perdão nos dá coragem de verbalizar nossos erros para as outras pessoas e nos ajuda a aceita-las como elas são, assim como Deus faz. Dessa forma, estendemos a GRAÇA que recebemos de graça. Precisamos beber da fonte da GRAÇA para fazermos reparações com as outras pessoas. Orar e meditar antes de qualquer reparação é muito importante.

Todos nós sofremos com rupturas na nossa vida, no nosso relacionamento com Deus e no nosso relacionamento com os outros. Essas rupturas podem nos sobrecarregar e, facilmente, pode nos levar de volta à nossa adicção. Muito do nosso processo de restauração envolve reparar estas rupturas. Isso exige que nós façamos as pazes com Deus, conosco e com os outros de quem nos afastamos ou prejudicamos.

Fazemos reparações em três direções:

  1. Perdoamos quem nos perdoou – Encontramos paz e liberdade quando fomos capazes de perdoar as pessoas que nos feriram. O perdão não anula o mal que foi cometido contra nós, mas nos liberta do poder que nos aprisiona nessas feridas. Perdoamos quando abrimos mão do nosso direito de justiça. Quando não perdoamos, ficamos prisioneiros das pessoas que nos machucaram. Por causa da GRAÇA de Deus, podemos liberar perdão para essas pessoas.
  2. Pedimos perdão a quem nós prejudicamos – Fazemos todas as reparações que precisamos fazer, custe o que custar, exceto se essas reparações à outra pessoa ou à terceiros.
  3.  Perdoamos a nós mesmos – Precisamos aceitar o perdão de Deus sobre nós. Ele levou sobre si toda nossa culpa e vergonha. Não perdoar a nós mesmos nos limita para perdoar os outros e de viver plenamente o amor de Deus. Ficamos presos no passado e não conseguimos experimentar verdadeira LIBERDADE.

    Só conseguimos praticar plenamente  este Passo se reafirmarmos nossa decisão de entregar nossa vida e vontade a Deus, confiando na sua direção em nossas vidas. Reconhecemos que recebemos dEle GRAÇA sobre  as nossas vidas e por isso somos capazes de estender GRAÇA para as outras pessoas.

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *