VAMOS CONVERSAR SOBRE SUICÍDIO|COMO LIDAR COM A PESSOA EM CRISE

Há um natural sentimento de impotência e incapacidade diante do desamparo e  desesperança da pessoa que expressa a intenção de se suicidar e/ou já fez uma ou algumas tentativas.

A família geralmente é o maior um fator de proteção e tem um importante papel no cuidado e assistência à pessoa que tentou suicídio e ainda se encontra em crise. Por isso deve entender a importância de sua presença e participação nos cuidados que a pessoa precisará receber.

  • Acolher os sentimentos de angústia, insegurança, medo, frustração da pessoa
  • Não agir com base nos preconceitos e mitos que vimos na segunda palestra
  • Não julgar, repreender, minimizar, ignorar
  • Demonstrar compreensão, empatia e apoio para que a pessoa se sinta mais segura, acolhida, compreendida e respeitada
  • Manter a calma, pois a pessoa pode se apresentar muito ansiosa, alterada, confusa, agressiva, sintomas de culpa e pensamentos distorcidos

  • NÃO DEIXAR A PESSOA SOZINHA
  • Conhecer a gravidade e riscos da situação
    • Ter um plano de monitoramento da pessoa e de segurança:
    • Conhecer as situações (gatilho) que desencadeiam a ação suicida
    • Aprender a lidar com pensamentos e momentos de angústia
    • Afastar os meios que possam ser usados para a autoagressão
    • Manter a pessoa consciente das ‘boas razões para continuar viva’
    • Atividades que reduzam a ansiedade: esporte, passatempo, grupos de apoio
    • A pessoa ter alguém para apoio e como acessá-la rapidamente
    • Informações sobre como contatar o médico, o psicoterapeuta
    • Contatos de serviços médicos de emergência e de resgate

Centro de Valorização da Vida – CVV – https://www.cvv.org.br/
Vidas Preservadas – http://www.mpce.mp.br/caopij/projetos/vidas-preservadas/
PRAVIDA – https://www.pravida.com.br/
Instituto Bia Dote- http://institutobiadote.org.br/
Centro de Atenção Psicossocial (CAPS)
Construir uma rede de cuidado e assistência, buscando ajuda médica e psicológica

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *